Diário de Viagem Europa: Parte 2: Castelo de Neu Schwanstein, Munich e Milão

Continuando o post do meu diário de viagem, segue a segunda parte...
Assim que saimos de Lindau, fomos em direção ao castelo de Neu Schwanstein



Castelo de Neuschwanstein (Alemanha)


Peguei duas imagens na internet.
Uma imagem do verão e outro do inverno, com neve.
Gostei muito de visitar o castelo.
Em pensar que alguém construiu ele no meio do mato praticamente já impressiona.
Para subir nele tem um onibus que te leva até  a metade do caminho, ou você pode ir a pé, mas eu nao fui e dei graças a deus porque é morro.
Chegando lá encima não deixe de conhecer a ponte chamada: Marienbruecke. É muito alta e dá um medo, mas se tem um visual legal do castelo.


Wikipedia:
Castelo de Neuschwanstein (em alemão, Schloss Neuschwanstein) é um palácio alemão construído na segunda metade do século XIX, perto das cidades de Hohenschwangau e Füssen, no sudoeste da Baviera, a escassas dezenas de quilómetros da fronteira com a Áustria.
Foi construído por Luís II da Baviera no século XIX, inspirado na obra de seu amigo e protegido, o grande compositor Richard Wagner. A arquitectura do castelo possui um estilo fantástico, o qual serviu de inspiração ao "Castelo da Bela Adormecida", símbolo dos estúdios Disney. Apesar de não ser permitido fotografar o seu interior, é um dos edifícios mais fotografados daAlemanha e um dos mais populares destinos turísticos europeus, além de também ser considerado o "cartão postal" daquele país. O nome Neuschwanstein é uma referência ao "cavaleiro do Cisne", Lohengrin, da ópera com o mesmo nome.

Na primeira foto é a vista que se tem a ponte Marienbruecke.
Quando eu digo que dá medo é porque....peraí....vou mostrar a foto dela vista do castelo.
(foto internet)
Eaí? haha
Fora que a ponte estava lotada de turistas. Dá um medinho mas vale muito a pena visitar.Visual lindo.

Não visitamos o castelo por dentro pois a fila era de 1 hora, e é uma visita guiada. Então se tiver interesse o legal é fazer a reserva antes de ir para lá.

De lá tentamos ir para os alpes alemães, que fica a 1hr , mas pegamos um transito que não sabíamos o que era, só sei que parados na estrada ficamos 1 hr, então desistimos e fomos para Munich.

Olha que o visual que se tinha da estrada:

Munich
Munich é a terceira maior cidade da Alemanha, perde para Berlim e Hamburgo.

Sinceramente, adorei mas não amei. 

Achei uma cidade grande demais, meio bagunça demais e sem muita identidade.
Só se vê grupos de jovens bebendo nas ruas e brindando, haha!
Não sei, talvez eu não estivesse esperando ser assim e não curti o clima.
Foi muito legal conhecer, é linda, quem sabe eu volte algum dia para tirar essa impressão.

Agora, se tem uma coisa que AMEI em Munich foi ver o pessoal surfando no rio, valeu muito por isso.


Achei o máximo, engraçado demais. O pessoal faz uma fila bem certinha e fica só esperando sua vez, até fiz um vídeo:

Lá em Munich também visitamos o museu: Deutsches Museum, museu de ciência e tecnologia. Bem interessante. Gostei de ter ido. 

A Praça principal de Munique se chama Marienplatz. Muito linda.
(foto retirada da internet)
Tem também em Munich uma rua só com lojas de grife. Legal de ver as vitrines.

Em Munich dormimos duas noites.

De lá pegamos um trem rumo a Milão, na Itália.

O trem até lá leva 6 horas.
Foi bem gostoso e a paisagem era linda.
Só recomendo tentar pegar primeira classe no trem, é mais caro, mas hoje eu acho que valeria a pena.

Nós acabamos passando a maior parte da viagem no restaurante do Trem:
Ahhh, nesse trajeto a gente passou por taaantas vinícolas, na região de Trento, foi muito lindo e também passamos pelo Lago di Garda , maior lago da Itália.
Maravilhoso pelo pouco que consegui ver do trem. Fiquei com muita vontade de conhecer.

Milão (Itália)



AAAAmei Milão.
Curti muito, achei a cidade muito chique. Me impressionou a quantidade de gente linda na rua e também a beleza e arquitetura de lá.

Saindo do hotel já amei um prédio listrado, olha que fofo:

Mas a Duomo...que coisa mais maravilhosa.
 Era final da tarde e estávamos passeando por lá, sem saber o que íamos conhecer, até que de repente dei de cara com uma das igrejas mais lindas que já vi.
O por do sol batendo nela acho que deu o toque, olha que linda...



Ao lado da Duomo tem uma galeria linda com lojas muito boas, de grife, e restaurantes...

Adorei em Milão oclima de moda, facilmente você vê nas ruas modelos, gente fotografando, lojas e mais lojas, tanto de roupa quanto de decoração, é tudo bem atual. Milão respira moda mesmo.

As pessoas andando na rua são modernas, isso já é muito gostoso de ver.

Outro ponto forte de eu ter amado Milão foi um barzinho que nós fomos. (falarei sobre ele mais tarde aqui nesse mesmo post)

Todo final da tarde (das 18:30 as 20:30) os bares costumam dar aperitivos de graça toda vez que você pede um drink. E não é um amedoinzinho não, é algo muito caprichado.

Na primeira noite fomos jantar no Hotel Bvlgari Milano.
O Máximo. Lindo e super bem frequentado. Só vai quem conhece pois o Hotel, apesar de estar próximo a  uma rua conhecida, é bem escondido.
Lá não chegamos a tempo desse coquetel free, que dizem ser o máximo, mas jantamos MUITO bem. Eu comi um risoto maravilhoso, daquelas que dá desejo depois de repetir.

(Obs: O defeito é ser meio caro.)

Bulgari Hotel Milano

Minha foto ficou tremida mas da para sentir o clima.

Achei na internet uma foto durante o dia:
Bulgari Hotel Milano
Via Privata Fratelli Gabba, 7/b
Milano
02 805 8051

No dia seguinte passeamos bastante. Fizemos aquele city tour no onibus, sabe? 
Adoro, haha.
O valor do city tour é 20 euros por pessoa, para 2 dias de tour, podendo pegar os onibus e
 descer em qualquer ponto.
Na verdade já tinhamos feito quase tudo a pé, então acho que nem valeu tanto, mas sempre vemos algo diferente.
Para a gente valeu muito porque conhecemos o parque Sempione.

O parque é enorme e muito lindo. Todo bem cuidado, cheio de flores e gente caminhando.

Olha que legal o encontro de mães!!! Me lembrou muito a pracinha de SJCampos, 
la sempre tinham várias.

Nesse mesmo dia do passeio foi quando eu conheci a KIKO Make up Milano. Simplesmente demais!
Merece um post especial mais tarde.

Final da tarde estávamos dispostos a provar o tal do coquetel free dos bares e não podíamos ter
escolhido um barzinho melhor...
Esse foi aquele barzinho que disse no começo do post ser um dos principais motivos de eu ter amado Milao.

Ele fica encima de uma galeria de lojas que fica em frente a Duomo, Então você tem uma visão LINDA demais
da Igreja.

Simplesmente demais!!!


Olha o coquetel que vinha de graça. Isso era a minha parte, hehe, a do Guigo era um igual a esse.
E vinha mais um "kit" desse a cada coquetel que pedíamos.
Essa bebida que estou segurando na mão foi a sugestão do maitre do bar.
Era de maracuja e parecia uma caipirinha, só que muuuito melhor, haha.

E as comidinhas MUITO boas tb. Essa massa ali demais. e tem um canapé que nao aparece tão bem na foto que tb dos deuses.

Fiz uns vídeos:
OOOOO máximo!!! E a música que tocava tbm era muito boa...bem no clima do lugar.
Ah, nessa galeria (nesse mesmo andar que o bar) tem taaanta coisa boa de temperos, massas, etc...
e a galeria só tem lojas de marca.

Lá em Milão nos hospedamos no Ibis Centrale. Foi ótimo. E achamos bem localizado e o preço ótimo!!!

Ah, ja ia esquecendo do sorvete / Gelato de lá que tem em toda esquina. Muito bom. Mais em especial o de Mandarino (tangerina).


Ah, outra rua muito charmosa e que adorei foi a Via Fiore Chiari. Vários restaurantes e lojinhas boas pela redondeza...

Milão é um local que voltaria muitas vezes...
Mas na prócima vez faria um intensivo de italiano antes pois eles muitas vezes não entendem ou não fazem muita questão de falar inglês.

Bom, agora forças para fazer a ultima parte do diário de viagem com Côte d'Azur (AMEI) e Dusseldorf!!!


****Caso não tenha visto as demais partes do post:

Parte 1: clique aqui.
Parte 3: clique aqui. 
às 20:48
| Categorias: ,

3 comentários:


Chris Schneider disse...

meeeeuuuu... os gelatis italianos são maravilhosos!!!
já tinham me dito que o castelo de neuschwanstein estava em reformas externas, mas pela vista da ponte quase nem "estraga" o contexto. Ju, eu visitei o castelo por dentro... é bonito e tal mas achei que tem muita pouca mobília... há castelos com o interior mais rico. A vista e o entorno que o castelo proporciona tem mais impacto na visita :o)
Adorei o post!!! Vou lembrar de pegar primeira classe no trem!!!
Bjinhoss

Unknown disse...

Ótimas dicas, estamos planejando uma viagem para o sul da Alemanha em nov/12 e estamos aproveitando as dicas.
Perguntinhas, vcs dormiram perto dos castelos e qual foi o hotel em Munique.
Sds

Juliana Bley disse...

Oie, em Munich ficamos no http://www.splendid-dollmann.de
Era perto de tudo tb. foi bem legal.
Bjoss

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Blog da Jú Bley © Copyright 2011